Resenha: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada



Título: Harry Potter e a Criança Amandiçoada
Autores: J. K. Rwoling, Jack Thorne e John Tiffany
Editora: Rocco
Ano: 2016
Páginas: 330
Esmeraldas: 4,5


"Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados."


A tão esperada continuação de Harry Potter faz jus ao restante da saga. Apesar de o livro ter sido lançado em formato de roteiro, isso não torna a leitura nem um pouco cansativa, muito menos desinteressante. A história traz para nós personagens bem evoluídos, maduros, ou seja, outra perspectiva dos bruxos que já conhecemos. O único personagem com o qual os autores pecaram, foi Rony Weasley, que foi usado apenas como alivio comigo para a história, mostrando um personagem bobo, em contra partida, é retratado, de forma muito bonita o relacionamento dele com Hermione, mostrando de fato que o destino deles é e sempre será ficarem juntos. O livro vem também tirar alguns pré-conceitos da casa Sonserina, mostrando um laço de coragem, amizade e lealdade muito grande, que antes sempre remetia a Grifinória. A improvável amizade de Alvo e Escórpio mostra uma união muito grande, lealdade e consideração, que se mantém assim mesmo quando colocada a prova, lembrando até mesmo em muitos aspectos a amizade de Harry, Rony e Hermione. Os novos personagens apresentados, como Alvo, Escórpio, Delfi, Rosa, entre outros, são extremamente bem construídos. J. K. ao criá-los, conseguiu deixar claro o parentesco de cada um, contendo traços familiares em suas personalidades, porém também dando certa individualidade a cada um deles, para que possam crescer por si só durante a história, como é o caso de Escórpio Malfoy.

O enredo é muito bom e envolvente, a história é bem construída apesar de alguns erros na linha do tempo. Sinceramente eu demorei dois dias para ler e não sosseguei até ler a ultima página. Ele te prende e te faz sofrer junto, comemorar junto, etc. E para os Potterheads de carteirinha, as referências são de enlouquecer. Realmente é um livro que vale a pena.

Espero que gostem da dica!
Até a próxima!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.