Coluna do Espantalho: La La Land: Cantando Estações


Ao longo dos anos, vários filmes do gênero Musical fizeram sucesso e marcaram a história do cinema. Temos exemplos marcantes como Dirty Dancing de 1987 e Cantando na Chuva de 1952, que são duas produções mais antigas e ganhadoras de vários prêmios na época, inclusive Globo de Ouro e até mesmo o Oscar. Exemplos mais recentes são High School Musical e Pitch Perfect que fizeram o gênero reerguer nas escolhas dos amantes de filmes.

A aposta da vez é a nova produção do diretor Damien Chazelle, "La La Land: Cantando Estações" (título brasileiro). Damien com pouco tempo de carreira (2009), já tem reconhecimento por seus trabalhos, inclusive no Oscar de 2015 com Whiplash (2014), que foi indicado à 5 categorias ganhando 3 delas, e era uma das apostas para melhor filme do ano. O jovem diretor de apenas 32 anos ganhou o prêmio de Melhor Direção e Melhor Roteiro em 2015 pelo Globo de Ouro.

La La Land, no entanto, vem num formato diferente de suas produções, mas que o diretor confessou ser um grande sonho por ter preferência por musicais. O intuito do filme, segundo Damien, é retomar o velho musical com referências do cotidiano da atualidade, homenageando as pessoas que vão para Los Angeles em busca de seus sonhos.


Se você ainda não assistiu, minha dica é que faça isso o quanto antes para se encantar através da tela do cinema. O filme é estralado por Emma Stone, a Mia, protagonista que tem o sonho de ingressar na carreira de atriz e trabalha dentro dos estúdios de Hollywood como balconista de um café. Mia passa sua vida tentando audições e sendo rejeitada, até conhecer Sebastian, um pianista interpretado por Ryan Gosling, que tem o sonho de abrir um bar de Jazz como de New Orleans para deixar viva a chama do antigo Jazz dos anos 50.

O filme expõe que a base da relação desse casal é o apoio mútuo entre os dois para a realização de seus objetivos. Mia e Sebastian constroem seus sonhos juntos e enfrentam a vida lado a lado. Mas será que a rotina de cada um vai deixar esta relação seguir a diante? E os sonhos, serão realizados conforme o planejado?  


 La La Land traz uma cena de tirar o fôlego logo nos primeiros minutos, onde figurantes cantam, dançam e fazem acrobacias no meio de uma estrada com engarrafamento. Até os tetos dos carros viram palcos individuais dos artistas. Esta cena foi reproduzida em forma de paródia no último dia 18 de Janeiro de 2017, na abertura da premiação do Globo de Ouro, e estrelada por vários artistas do mundo do cinema, série e música, incluindo Jimmy Fallon que conduziu toda a cena, Millie Bobby Brown e os garotos de Stranger Things, Kit Harington de Game Of Thrones, Justin Timberlake, entre outros. No evento, o filme bateu record de premiação, ganhando todos os prêmios ao qual foi indicado. As indicações foram para "Melhor Filme de Comédia e Musical", "Melhor Direção", "Melhor Roteiro", "Melhor Trilha Sonora", "Melhor Ator" para Ryan Gosling, "Melhor Atriz" para Emma Stone, e "Melhor Canção" para City of Stars, tendo um total de 7 prêmios.


Além de Ryan e Emma, o elenco conta com a participação de John Legend e J.K. Simmons. Vale ressaltar que J.K. já trabalhou com o diretor Damien em Whiplash, que conferiu ao ator o Oscar de "Melhor Ator Coadjuvante" em 2015.


Deixo pra vocês o link da música "City of Stars" dueto entre Ryan e Emma, que ganhou como "Melhor Canção" no Globo de Ouro 2017, para que tenham o gostinho do que é a produção musical deste filme.


Até a próxima!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.