Coluna do Tin Man: Maus tratos contra animais


Recentemente aqui no blog fizemos uma resenha sobre o livro Quatro Vidas de um Cachorro, no qual eu mencionei que o filme baseado nele estrearia esse mês, e não pude deixar de mencionar a minha animação para assisti-lo. Quem me conhece ou acompanha o nosso site sabe o quanto eu sou apaixonada por cachorros e essa história me encantou demasiadamente. Imaginei eu que um longa seria de igual pureza e encanto.

Porém vazou hoje um vídeo da gravação de uma das cenas, na qual um pastor alemão luta contra um homem que o força a entrar na água com correnteza cinematográfica. Ele está visivelmente apavorado e ninguém se importou com isso, pelo contrário, continuaram empurrando-o brutalmente para a piscina. O cachorro chega a perder as forças e não consegue mais continuar lutando contra o instrutor, acaba caindo na água, ele se agarra como pode nas bordas da piscina e o homem não satisfeito continua a empurrá-lo para baixo. O vídeo é de uma crueldade sem tamanho. É um animal, uma vida, ele não é uma adereço de filme! Passei o vídeo me perguntando até onde o ser humano pode chegar... Eu assisti até o final com o coração apertado de angústia e os olhos marejados, mas esperando que alguém fosse intervir e não houve uma só pessoa presente ali que pudesse tê-lo ajudado. Nem mesmo o instrutor, que deveria ser a proteção e o amparo do cachorro, se opôs ao que estava acontecendo. Chega um momento na gravação em que ele fica completamente submerso e só depois disso vão às presas para tirá-lo da água. É desumano!

A troco de quê fizeram isso? Colocaram esse droga de filme acima do bem-estar do cachorro. Eu não gosto de pensar na possibilidade de que coisas assim - ou piores - tenham acontecido aos outros cachorros que participaram desse filme. E me machuca saber que toda aquela gente presente assistiu ao sofrimento daquele pastor alemão sem o mínimo de compaixão, compactuando com aquela barbárie. Será que ninguém ali pensou no quão assustado ele estava? Ou será que simplesmente optaram por ignorar isso? Afinal, terminariam o filme e lotariam as salas de cinema para ganhar uma grana, não é? Um cachorro a única coisa que pede é amor e não há outra criatura no mundo cuja alma seja mais iluminada. Ele não vai se importar com a sua estatura, a cor da sua pele, quanto você pesa ou que cargo ocupa no trabalho: se você amá-lo, ele vai te amar infinitas vezes mais. Vai te tratar como se fosse a única pessoa do mundo e você se sente mesmo o ser mais especial existente na Terra porque é assim que ele te vê. E vendo esse vídeo eu fiquei pensando em como alguém pode fazer qualquer tipo de maldade à esses animais tão puros. Talvez eles não saibam falar como nós, mas não há ninguém no mundo que nos entenda mais. Eles sabem quando a gente não se sente muito bem ou teve um dia ruim e ficam ali, fazem o melhor que podem para que você se sinta bem de novo. E quando você está feliz por ter conseguido aquela promoção no trabalho que você esperou meses ou que tirou uma nota boa no prova muito difícil, eles estão lá do teu lado, comemorando também. Eles sentem. Sentem de forma pura e intensa. De uma maneira que os seres humanos nunca vão entender ou sentir.

Josh Gad, que emprestou sua voz para o cachorro do filme, se pronunciou sobre o caso em seu twitter. “Há alguns meses eu fui abordado para emprestar minha voz para o filme "Quatro Vidas de um Cachorro". Assim que sentei numa escura sala de exibição, fiquei muito tocado e comovido pelo que eu vi… Um filme que captura a beleza e dor de se amar um animal de estimação. Eu assinei para um filme que realmente se destaca como uma das mais lindas cartas de amor aos animais que eu já vi na minha vida. Hoje, entretanto, eu assisti a um perturbador vídeo que parece mostrar um assustado pastor alemão sendo forçado a realizar uma cena no set deste filme. Embora eu desconheça todos os detalhes e não possa falar sobre o nível de cuidado e precaução tomados neste momento (nunca estive no set do filme), eu fico abalado e triste de ver qualquer animal colocado em uma situação contra a sua vontade. Como dono orgulhoso de um cachorro resgatado e um apoiador fervoroso de organizações como a PETA, eu entrei em contato com a produção e estúdio do filme para pedir uma explicação a estas imagens perturbadoras”.  

Aquele cachorro não podia gritar por socorro, mas ele pediu e não teve ninguém lá para ajudá-lo. People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), uma organização não governamental que se dedica aos direitos animais, postou um comunicado pedindo um boicote do filme. Dizendo: "Estamos chamando os amantes de cães para boicotar o filme, a fim de enviar a mensagem de que os cães e outros animais devem ser tratados com humanidade, não como adereços de filme". A animação que eu estava pelo filme se esvaiu nos primeiros segundos de gravação, vendo o medo naquele cachorro, e aquelas pessoas assistindo sem se importar com isso. Eu espero de todo o meu coração que aquele monstro que forçou o cachorro a entrar na água seja punido, e todos os envolvidos também. Se você presenciar algum ato de maus tratos contra algum animal, não se omita, interfira se puder e caso não possa procure alguma ONG da tua cidade ou autoridade responsável para isso. Um cachorro não pode falar para pedir ajuda, mas você pode. Não se cale diante disso!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.