Resenha: A Fera Em Mim


  

Título: A Fera Em Mim
Autor: Serena Valentino
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2016
Páginas: 192
Esmeraldas: 4



"Um príncipe amaldiçoado se isola em seu castelo. Poucos o viram, mas aqueles que conseguiram tal proeza afirmam que seus pelos são exagerados e suas garras são afiadas – como as de uma fera! No entanto, o que levou esse príncipe, que já foi encantador e amado por seu povo, a se tornar um monstro tão retraído e amargo? Será que ele conseguirá encontrar o amor verdadeiro e pôr um fim à maldição que lhe foi lançada? Em “A Fera Em Mim”, conheça a história por trás de um dos mais cativantes e populares contos Disney de todos os tempos: A Bela e a Fera!"


Aproveitando o live-action de A Bela e a Fera que estreia 16 de março desse ano, vou falar um pouco sobre esse livro que basicamente conta como o príncipe se tornou a Fera. Ao contrário do que estamos acostumado a ver no clássico filme da Disney que, diga-se de passagem, é um dos meus favoritos, "A Fera Em Mim" não gira em torno do fato de que a Bela chega ao castelo, conhece a Fera e que posteriormente se casam ao final de uma maldição. É claro que estou contando bem resumidamente como é o filme, porque acredito que todo mundo já o tenha visto na infância ou em algum momento da vida - pelo menos conhece a história. 

Nesse livro, a parte do romance comum em animações das princesas da Disney foi deixado de lado, o foco foi a vida do príncipe antes da maldição. O livro mostra uma história bem diferente, porém com várias referência e semelhanças com a original. Uma coisa que não poderia deixar de citar é a aparição de Gaston como melhor amigo do príncipe, ele tem um papel muito mais relevante do que tem no filme. Outra coisa também são os empregados do príncipe, no filme eles aparecem com mais frequência e tem uma vibe mais leve e divertida, no livro já é uma atmosfera mais pesada e eles são mais sérios, mais fechados e não tem uma aparição tão marcante quanto no filme. Um das que mais me chamou a atenção foi o fato de que o príncipe não se tornou Fera de uma hora para a outra, foi uma coisa gradativa, que aconteceu em consequência de suas atitudes. O príncipe tinha uma vida boa no castelo, com seu jeito arrogante e grosseiro, temido por todos e sendo incapaz de demonstrar amor verdadeiro. 

Nesse meio tempo, vivendo sua vida como um jovem príncipe que tinha tudo o que desejasse, ele conhece uma jovem chamada Circe que, aparentemente, ama, e jurou-a casamento. Porém, ao descobrir sua posição social ele a rejeita, trata-a da forma que costuma tratar seus criados, o que deixa a moça realmente desolada. Ela vai até o castelo, mal vestida e com os olhos inchados, pedindo compaixão ao príncipe, que ele a deixe entrar para que pudesse se proteger do frio. Ele, obviamente, a enxota de lá, novamente sendo rude. Foi então que ela demonstrou o que realmente era, e com o apoio de suas irmãs, lança uma maldição sobre ele e seu reino, cuja única salvação seria mudar suas atitudes. E é aí que a história realmente começa! O príncipe incrédulo continua a agir como se fosse o dono do mundo, pisando em todos sem o mínimo de empatia, e pouco a pouco as coisas no castelo - e ele mesmo - foram mudando, até não sobrar nada do que um dia ele conheceu e foi. O livro vai oscilando entre pensamentos da Fera sobre o seu passado e o presente, onde Bela já está com ele no castelo, onde a vida deles é vigiada de perto pelas três irmãs mais velhas da bruxa que o lançou o feitiço, que zombam dele sempre que tem chance. Que, aliás, são as responsáveis por uma coisa ou outra que vão acontecendo ao príncipe, tudo visando vingar sua irmã, e impedir que ele quebre a maldição. Embora, o desejo de Circe nunca tenha sido realmente esse, ela queria que o príncipe mudasse e encontrasse o amor. O que sabemos que acontece, quando Bela e ele se apaixonam e ela quebra a maldição. No livro vemos que teve um dedinho de Circe nesse desfecho, mas isso eu não posso contar para não perder a graça do final. A Fera finalmente conhece o amor e muda. Ele amou Bela tão profundamente que abdicou de ter sua vida de volta por deixá-la ir para ser feliz e ver o pai dela novamente. É bonito vê-lo mudar, conhecendo uma sensação que ele não conhece, e saber que é um amor genuíno e não como uns que ele fingiu sentir para enganar as bruxas e quebrar a maldição. Ele a amou e ela o amou de volta, foi isso o que o fez mudar. 

Essa história deixa um ensinamento muito bonito de que quando se encontra a pessoa certa até uma fera pode mudar. Eu particularmente gostei mais dessa versão pelos olhos do príncipe, digamos, e também me identifiquei mais. Ela mostrou valores como a lealdade, a compaixão, a pureza do amor... E também o lado ruim, onde existe ódio, maldade, arrogância. Assim é a vida: lados bons e lados ruins. O que eu mais gostei de tê-la lido foi ver que mudanças são possíveis, que a gente sempre pode tentar ser melhor, seja por nós ou por quem amamos, e que também temos que saber que dentro de nós habitam todos esses sentimentos e que nos foi incumbido escolher entre os bons ou maus. Escolha ser bom, fazer o bem, amar, e ser amado. Amar em todos os sentidos que essa palavra engloba... Como o príncipe pôde constatar: não há nada de mais bonito na vida do que amar quem nos ama de volta.

 Eu adorei esse livro, e pra quem gosta de A Bela e a Fera deve tirar um tempinho para essa história, para conhecer melhor o príncipe. É um livro pequeno e fácil de ler. Foi uma leitura bem gostosa, e quanto mais eu lia mais eu queria ler e saber mais e mais daquele príncipe grosseiro. Alguém aí já leu ou tem vontade de ler? Conta pra gente nos comentários.  

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.